Notícias
Nutrientes das frutas estão presentes tanto no interior quanto na casca
Não é verdade, de forma alguma, que as camadas externas da maioria das frutas e legumes sejam as principais fontes de nutrientes. Parte do que torna frutas e legumes tão coloridos são os pigmentos na casca, com saudáveis propriedades antioxidantes. O resveratrol, por exemplo, está presente na pele de uvas vermelhas e outras frutas. Mas o licopeno, um dos pigmentos que dão a cor vermelha a tomates e pimentões, está distribuído uniformemente. Na realidade, muitas vitaminas e nutrientes estão presentes no interior da fruta tanto quanto na casca. É o caso da maçã. Segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, uma maçã vermelha grande com casca intacta tem cerca de cinco gramas de fibra, 13 miligramas de cálcio, 239 miligramas de potássio e 10 miligramas de vitamina C. Mas, sem casca, ela ainda preserva uns três gramas de fibras, 11 miligramas de cálcio, 194 miligramas de potássio, muita vitamina C e outros nutrientes. Outro exemplo é a batata doce. Uma porção de 100 gramas, cozida com casca, tem 2 gramas de proteína, 3 gramas de fibra e 20 miligramas de vitamina C. A mesma porção sem casca e fervida --processo que elimina ainda mais alguns dos nutrientes- continua com 1,4 grama de proteína, 2,4 gramas de fibra e 13 miligramas de vitamina C. Em outras palavras: descascar não faz a fruta perder todos seus benefícios.
Fonte:  Folha de São Paulo
© 2011 JPC LAB. Todos os direitos reservados.