Notícias
Saiba como evitar intoxicação alimentar durante as festas de final de ano
Com a chegada do final do ano, vários convites para confraternizações começam a acontecer. E são nesses encontros que muitas pessoas abusam de bebidas alcoólicas e de alimentos ricos em gordura e açúcar. O autônomo, Arquelau Barbosa, por exemplo, conta que sempre exagera com a alimentação no mês de dezembro. "Sempre no final de ano, a gente acaba comendo de tudo. Vai pela manhã ao churrasco na casa de um, tem sempre uma picanha, uma mão de vaca, um carneiro; vai pra casa de outro, à noite, tem um salgado, tem um peru, tem uma feijoada. Já teve um evento que era fornecido o jantar grátis pelo clube numa festa de final de ano, não só eu, como várias pessoas também comeram um tipo de salada que várias pessoas passaram mal no outro dia, inclusive, eu e meu irmão fomos parar no hospital cinco horas da manhã com muita dor de barriga." A coordenadora-geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Patrícia Jaime, alerta que, além de evitar alimentos ricos em gordura e açúcar, é preciso ficar atento à qualidade dos alimentos fornecidos nas confraternizações de fim de ano."Dê opção por alimentos saudáveis como frutas, legumes; como oleaginosas; fazer opção por carnes magras, carne de peru, carne de frango, bacalhau, desde que bem dessalgado o bacalhau. Se for fazer uso de alguma salada que levou um molho que necessita de refrigeração como maionese, salpicão, deve-se levar para refrigeração e só colocar sobre a mesa no momento de ser servida, também cozinhar os alimentos o mais próximo do momento do alimento ser servido." A coordenadora de Alimentação e Nutrição, Patrícia Jaime, alerta ainda que as sobras dos alimentos só devem ser consumidas se tiverem sido armazenadas e refrigeradas adequadamente no dia anterior.
Fonte:  Ana Cláudia Amorim/ Agência Saúde
© 2011 JPC LAB. Todos os direitos reservados.